22 de agosto de 2013

Confissões.

Confesso que muitas vezes é dificil.
acordo com o peso de muitas escolhas erradas. muitos caminhos obscuros. muitas experiencias não requisitadas.
Confesso que existem dias que levanto da cama apenas.
Confesso que as dores físicas, na verdade são emocionais.
a preguiça, a estafa, a lerdeza em se fazer tudo com calma demais... eu jamais fui assim.
mas anseio mudança e luto todos os dias contra meus sentimentos de culpa...
Me perdoa.
Muitas vezes o que me consome são essas palavras q talvez nunca chegarão e eu preciso desapegar.
Desapego
E então, eu o vejo dormir.
tão sereno, tão inocente.
de mãos dadas, ao q vier estou leoa.

apago, reescrevo, reinvento a vida e vejo a vida nesse sono gostoso.
cada detalhe, cada curva, cada sentido, cada movimento...
na madrugada q cai, toda a tensão do dia se esvaziando segundo a segundo...
eu poderia dizer q td esta favoravel.
Mas insisto em dramatizar... há q se mudar essa unica lagrima de um clown q está aprendendo a sorrir.
ao que vier, estou leoa.