1 de julho de 2012

Passado, Presente, Futuro

Pretérito imperfeito. Não mais que a perfeição da criação. A humanidade se torna lixo espacial em um curto espaço de tempo.

Durante esse tempo todo ausente, só fiz pensar em coisas que já fiz, que faço e que pretendo fazer... nossa vida se resume a isso. Fazer coisas. Pra que? Difícil saber e explicar.
Na verdade, o difícil mesmo é entender qual o principal objetivo de tantas mudanças e alterações na vida de cada um.
Os gostos, os movimentos, os jeitos e as palavras. Tudo muda com o tempo. Ninguém sabe o porque e nem como.
Cada experiencia que se passa, com cada pessoa que se conhece, vem a ser um aprendizado. De forma boa ou ruim, aprendemos de alguma maneira. Mas mesmo assim, com o tempo, tendemos a esquecer a experiencia, a pessoa e o aprendizado, fazendo com que mais uma vez a situação se repita, com pessoas parecidas ou semelhantes. Um ciclo vicioso e inconstante, diferente para cada ser.
Durante a vida toda nossas escolhas definem onde iremos chegar. Nem sempre tomamos a decisão mais correta, mas se percebemos a tempo dá pra consertar. Ou pelo menos pra mudar o rumo das coisas tomando novas decisões.
A transformação é, em todo caso, inevitável.

No decorrer dos tempos, a humanidade se transformou de forma relevante para a dita "evolução", transformando lugares, coisas, mentes e crenças. Tudo de forma intensa e rápida.
Então, me pergunto porque não apressar certas transformações em um vida simplória. Não é tão difícil se empenhar para isso.
Se não estuda, passe a estudar, se não trabalha, procure um emprego até achar, se não tem crenças, se esforce um pouco e encontrará a fé, se não sabe amar, procure amar a si mesmo. São ações simples que todo ser humano sabe fazer.
Aliás, ações de todo o tipo são fáceis para a máquina mais perfeita da criação.
Essa máquina, vem se desenvolvendo a cada dia, provando que nenhuma outra a supera. A máquina "humano", criada por Deus, é tão complexa, que não podemos entende-la  por completo.
Esse assunto se desenrolaria por extensas páginas... Dá pano pra manga...
Não cabe a mim, ou a você, definir com extrema exatidão as transformações de cada um...
Mas há de saber que cada um se transforma, alterando todo o curso da vida...
E devemos sim, refletir sobre cada transformação em nós e ao nosso redor. Procurando tomar as decisões corretas e os caminhos mais sábios...
Haverá um dia em que saberemos onde é que vamos chegar.
Presumir é para os tolos.